Oitão, do chef Henrique Fogaça, anuncia retorno e novo single pela Canil Records
19/02/2020 18:42 em Novidades

Foto: Divulgação

O Oitão, do vocalista e renomado chef de cozinha Henrique Fogaça, está de volta e de casa nova. A banda assinou com a Canil Records e já tem single novo pronto para ser lançado no dia 6 de março, nas principais plataformas de streaming. O título da faixa, assim como os músicos que acompanharão Fogaça nesta nova etapa do Oitão, serão revelados em breve.

Será um retorno às raízes crust/punk/hardcore com elementos modernos. “A nova música é uma mistura de old school com groove e partes cadenciadas, sem nunca deixar de lado os bate-estaca”. O peso e velocidade, enfatiza o vocalista, fazem parte da essência da banda.

A volta Oitão, após dois anos de atividades apenas temporariamente suspensas, significa recapitular a gênese da banda e do próprio Henrique Fogaça, sempre alinhado à filosofia do DIY.

“Minha relação com a música é profunda. Desde moleque, é algo que me tornou alguém com personalidade. A veia do punk veio ao encontro aos meus questionamentos e contestar realidades. Sou o que sou por causa da música. Hoje sou também um empreendedor, chef, mas minhas raízes estão aqui”, ressalta Fogaça.

A banda foi formada no ano de 2008, em São Paulo, por músicos com experiência na cena nacional do hardcore e metal. O primeiro disco saiu um ano depois, o independente “4º Mundo”, que já apresentava uma sonoridade ríspida, agressiva, e com letras contestadoras. O álbum teve a participação de nomes relevantes da música pesada, como Jão (Ratos de Porão), Marcão (Lobotomia) e Marcus D’Angelo (Claustrofobia).

“Pobre Povo” (2015) é o segundo disco do Oitão, gravado no Brasil e masterizado em Nova Iorque (EUA). A fúria da banda se manteve intacta: a agressividade dos riffs e das batidas, junto ao vocal raivoso de Fogaça, dão os contornos musicais para letras recheadas de críticas sociais e políticas.

Durante esses anos, o Oitão recebeu destaque em mídias especializadas e estampou páginas de grandes jornais. Também tocou com bandas que Fogaça revela terem ajudado a moldar seu “caráter musical”, como Exploited, Nuclear Assalt, Dead Kennedys e Brujeria.

Em 2017, a banda foi uma das atrações do prestigiado Maximus Festival, em São Paulo, e subiu em outros palcos importantes, como o Abril Pro Rock, Porão do Rock, Virada Cultural em São Paulo, Festival Goiânia Noise, entre outros.

***
maxresdefault 1
COMENTÁRIOS